domingo, 4 de julho de 2010

De volta ao Rio...




































































Oi!!! Estamos de volta desde quinta feira de manhã... e já deu tempo de muita coisa desde lá, faxinão, compras, salão de beleza, adaptação de novo na cidade, passeio nas ruas de Copacabana, Brasil saiu da Copa, Argentina saiu da copa, ou seja, já estamos situados, literalmente.

Na terça feira de manhã saímos do Bracuhy e fomos direto para a Lagoa Azul. Almoçamos no caminho e chegando lá fomos direto pra água fazer um snorkel. A água estava claríssima!! Pela primeira vez entramos bem lá dentro pertinho de onde o pessoal mergulha, estava bem tranquilinho. Tínhamos a companhia apenas de veleiros, todos argentinos, do Cruzeiro da Amizade que sai da Argentina em direção a nossa costa, tipo cruzeiro costa leste de lá. Inclusive alguns deles depois se juntam ao CCL.

Antes de escurecer saímos em direção ao Saco do Céu e pernoitamos lá. Assim que entramos na enseada, vimos sair uma procissão com vários barcos de pesca em homenagem a São Pedro, padroeriro dos pescadores pois era o dia dele.Quando chegamos tinham uns 3 veleiros (argentinos tbém) nas poitas e uma hora depois ficou lotado! Todos aqueles que estavam na Lagoa Azul chegaram lá para dormir também. Ficou um pouquinho agitado mas deu pra relaxar. A noite ficamos no cockpit vendo estrelas. O céu estava bem estrelado pois a lua demorou mais pra nascer, um visual!! No dia seguinte de manhã saímos em direção a Lopes Mendes para fazer uma despedida alto nível já que quinta feira estávamos programados para voltar. O mar continuava tranquilo e a previsão era de ficar assim portanto resolvemos voltar pra fora da ilha. Assim que "viramos"o mar deu uma leve agitada mas nada demais, quando chegamos perto da praia ficamos confortáveis só com pequenas ondulações.

Jogamos ferro, almoçamos e relaxamos um pouquinho curtindo a tranquilidade novamente. Só um veleirinho chegou um pouco depois que a gente mas ficou lá só por algumas horas. A praia estava "lotada" (hahaha) pois tinham umas 6 pessoas ao longo dela caminhando... êh paraíso!! Da praia de Lopes Mendes a Praia de Palmas há uma trilha curta e estas pessoas provavelmente vieram de lá pois é proibido acampar ali. Um tempo depois saímos para a praia de bote e ficamos apaixonados. A praia é linda mesmo, não é a toa que foi eleita numa revista americana ( Travel + Leisure) uma das 12 praias mais perfeitas do mundo. Andamos um pouco e tiramos muitas fotos. Na praia existe uma bóia enorme que se desprendeu de um navia e foi parar lá há anos e que depois foi transformada em obra de arte. Só soubemos disso ao pesquisarmos na internet depois que chegamos no Rio pois achamos que ela sempre foi assim. Mas não, foi um "lixo" tranformado em arte, muito legal! Logo ali perto da bóia há um riozinho de agua doce (e fria) bem bonitinho também.

Depois do passeio ficamos largados na praia um tempão e antes de escurecer voltamos para o barco. Ah!! Não podia deixar de contar o "caldo"que levamos com o botinho ao passarmos pela arrebentação. Tinha muita marola e entramos no momento errado tomando uma onda beeem molhada. Não houve nada de grave, só meio tenso pois a a bolsa com a câmera sempre preocupa nestas funções. Mas no fim foi tudo bem, afinal levamos ela numa bolsa estanque, né? Mesmo assim é chato e dá uma adrenalinasinha.... neste momento "salva bolsa"dei uma "remada" (sem querer, é claaaro... rsrs) na cabeça do Lu... mas não machucou não, só sangrou um pouquinho.... sério, foi um micro corte mesmo!
Voltamos pro barco, dei meu último mergulho da viagem, fiz snorkel no costão perto de onde paramos e vi muuuuitos peixes (os maiores que vi nestes últimos dias) e curtimos um final de tarde lindo antes de começarmos a nos preparar para viajar. Subimos o motor de popa, o bote, arrumamos o barco, tomamos banho, jantamos demos um tempo e decidimos sair de lá durante a noite mesmo já que a lua ainda estava quase cheia e o mar super tranquilo. Antes da viagem eu tirei uma soneca e o Lu ficou no cockpit admirando o céu que segundo ele foi um dos mais lindos que já viu. Essa eu perdi pois quando acordei a lua já tinha nascido. Íamos vir quinta de manhã mas desta forma poderíamos adiantar algumas coisas no Rio já que o jogo do Brasil era sexta e tudo estaria meio esquisito na cidade. E foi isso, levantamos o ferro quase 22h e umas 8h da manha de quinta estávamos atracando na Marina. A noite estava fria mas clara e correu tudo ótimo na travessia. Chegamos bem e estamos bem! Aqui também é muito bom! Os planos agora são de voltar pra lá mais ou menos em setembro mas desta vez queremos conhecer lugares novos em Paraty e ir no evento de fotografia que acontecerá na cidade. Depois conto tudo pra vocês! Até!!!

Beijos

segunda-feira, 28 de junho de 2010

ainda no paraíso...

































































































































Olá!!! Estamos na Marina Bracuhy... tivemos que fazer uma mudancinha de planos pois sábado tomamos um sustinho que AINDA BEM não era nada demais... uma questãozinha no nosso motor... mas depois conto isso. Já está resolvido, aliás estáa sendo resolvido exatamente agora. Aproveitei pra vir pro computador já que o Lu está lá entretido no processo.
Bem, estávamos em Ubatubinha quando escrevi da última vez. Na quarta choveu fino e estava um friozinho ótimo! Ficamos curtindo no barco o dia todo... aproveitamos para encher o tanque d'agua na poita do Lelé já que ficamos por ali. A gente gastou uns 30 litros em média por dia neste período. É claro que na Marina acabamos gastando um pouco mais mas mesmo assim acho que desde que moramos a bordo mudamos totalmente nosso consumo. E tomando banho a vontade... e com água quente!! É aí que notamos como desperdiçamos água, hoje em dia um bem tão precioso!
Na quinta o sol voltou a brilhar! Demos um "pulo"no Piratas pra fazer uma comprinha no supermercado e um pouco de diesel. Antes de voltar pra Ubatubinha fomos dar um mergulho nas Ilhas Botinas. Estava demais!! Pela primeira vez ficamos com elas só pra gente, uma delícia!!!
Lá é muito lindo! Agora com um detalhezinho meio feio mas infelizmente necessário pois colocaram umas boias para fechar a passagem entre as ilhas. Provavelmente a galera "sem noção"andava por ali perturbando a outra galera que quer ficar tranquilamente curtindo na água. Como não rola uma consciência geral estas providências (nem sempre combinando com o ambiente) tem que ser tomadas.
Dormimos em Ubatubinha e na sexta as 7h saímos rumo ao lado de fora da ilha. Assim que "viramos" um grupo enooorme de golfinhos ficou nos cercando um tempão, maravilhoso!!! Eles são muuuuito fofos!!!! Um pouco mais a frente o mar deu uma aumentadinha desconfortável. Deu um medinho pois a fama de lá fora não é muito animadora. A gente inclusive só saiu porque a previsão pra toda a semana era mar de no máximo 1,5m. E era esse tamanho mesmo da onda mais sei lá, ficou um mexido meio estranho. Felizmente foi só um trechinho e depois melhorou legal. Entramos na praia do Aventureiro, jogamos ferro mas desistimos de saltar. As ondas estavam vindo de leste e estava balançando muito. Além disso as marolas da arrebentação não estavam atraentes pra desembarcar de bote. Seguimos e jogamos ferro de novo no canto direito da praia do leste. Que lugar incrível essa praia!!!! Toda a extensão desde o Aventureiro até ali é reserva ambiental e o lugar é paradisíaco. Descemos no cantinho da praia e aí foi só curtir. Andei até o finalzinho dela sozinha (o Lu ficou ficou largado na praia) só pensando na vida e meditando. Lindo lindo lindo!!!
Depois ficamos na água vendo muuuitos peixinhos e voltamos pro barco pra almoçar. Demos um tempinho e fomos pra próxima parada. Umas 2h da tarde estávamos jogando ferro na praia de Parnaioca. Não quero chover no molhado mas que p a r a í s o!!!!!!!!! Eu quando li a respeito desta praia já tinha achado que iria me apaixonar e não deu outra. Fomos em terra e logo conhecemos o pessoal da casinha do canto direito da praia. Sr João Bulé, um personagem local, mora ali e toma conta da casa do Alcino que por acaso estava lá com Diogo, seu sobrinho. A família tem a casa há 30 anos e sempre que dá eles passam uma temporada por ali. Ficamos batendo papo e conhecendo algumas histórias do lugar e antes de escurecer voltamos para o barcò. Nos encantamos pelo local e decidimos ficar pelo menos mais uma noite pra poder passar o dia seguinte inteiro lá. A noite era de lua cheia e nem preciso dizer que ficamos direto lá fora vendo o visual do por do sol seguido do nascer da lua e da noite super clara e estrelada.
Sábado cedo eu já estava nadando naquela água maravilhosa. Mais tarde fomos em terra pra andar e conhecer os cantinhos da praia. No canto esquerdo tem uma entrada com uma igrejinha e um cemitério micro seguido de um caminho que dá num rio com cachoeira e umas lagoinhas que dá pra mergulhar numa boa. Revigorante!
Depois andamos mais um pouco pro final da praia e vimos o final desse riozinho desembocando pro mar. No final da tarde saímos de botinho bem mais pra fora de onde estávamos ancorados para ver o por do sol. Desligamos o motor e ficamos ali assistindo o espetáculo. Já quase de noitinha voltamos para o barco. Íamos ligar o motor pra esquentar a água pro banho e o Lu aproveitou pra ver o nível do óleo do motor quando de repente ele viu que o parafuso do calço do motor tinha se partido. Que susto!!! Não sabíamos exatamente o grau do problema e nem desde quando estávamos andando com o motor assim mas tínhamos a certeza que não dava pra relaxar mais até resolver o problema. Fomos na casa do Alcino tentar ligar pro Josias (o mecânico que trata do nosso motor e que mora e trabalha no Bracuhy). O Alcino tem um celular específico (só serve este aparelho) que em determinados pontos da praia pega um pontinho de sinal (da Vivo) e se consegue falar com a "Terra". Mas mesmo com tudo isso, não conseguimos pois o celular do Josias estava fora de área. Dormimos meio preocupados e decididos a vir para o Bracuhy no dia seguinte mesmo sem conseguir falar com ele. De manhã ainda tentamos ligar de novo antes de zarpar pra cá só pra saber se corríamos algum risco de andar com o motor daquele jeito já que a previsão de vento era quase nada, mas continuamos sem conseguir falar. Nosso medo era de que com aquilo solto desalinhasse o motor ou pior, quebrasse outro calço ou afetasse o selo mecânico. Preocupante né? Enfim as 9:30h ligamos o motor, levantamos âncora e viemos pro Bracuhy. Deixamos o motor aberto pra ficarmos de olho se alguma coisa mudava de cara pois caso acontecesse a gente desligava ele mesmo que tivéssemos que vir velejando em passos de tartaruga. Felizmente correu tudo bem e chegamos aqui em 4 horas. O mar, conforme a previsão, baixíssimo e o ventinho fraquinho mesmo. Do caminho conseguimos sinal de celular e continuamos tentando o Josias (sem sucesso). Acabamos falando com o Roberto (do Bracuhy) e conversando com ele nos tranquilizamos, ainda mais que tudo estava aparentemente normal com o motor. Atracamos e passamos o dia no barco já bem mais relaxados. Conseguimos falar finalmente com o Josias e hoje ele veio de manhã e resolveu tudo, trocou o calço e tudo voltou a ficar normal. A estas alturas já eram 13 e pouco, almoçamos e daqui a pouco rolará o jogo do Brasil contra o Chile. Vamos assistir por aqui e amanhã cedo já partiremos para o próximo ponto que ainda não decidimos com certeza onde será. Ficará para o próximo capítulo!
Um beijo e BOA SORTE BRASIL!!

terça-feira, 22 de junho de 2010

Enfim Ilha Grande!!






























Enfim Ilha Grande!!! Depois de um tempão ensaiando esta pequena (mas não em importância) viagem, aqui estamos! Saímos do Rio na sexta feira, 18 de junho as 6:15 da manhã... vimos um nascer de sol maravilhoso e fizemos uma viagem super agradável. Estava um dia lindo de sol e o mar apesar de ter umas ondas de uns 2m tinha um período de 12 seg no mínimo fazendo com que quase nem sentíssemos elas e o vento.... este não apareceu.... viemos motorando 100% do tempo mas foi bem tranquilo. Começamos andando numa média de 6,5 nós mas a partir do Posto 6 diminuímos pra uma média de 5,5 nós. Achamos que foi uma corrente pois depois já quase chegando voltamos a andar melhor. Enfim, fizemos a travessia em 11 horas. Chegamos no Abraão no final da tarde vendo o sol se por lindamente naquele visual de paraíso que tanto esperávamos. Tomamos um banho quentinho e depois foi só curtir aquele silêncio de natureza e aquele cheirinho de mato molhado vindo da terra, uma delícia!! Dormimos cedo e no dia seguinte antes das 8h eu já estava na água. Dei uma nadada e a água estava ótima. Mais tarde quando mergulhei de novo com o Lu tinha esfriado bastante, nem deu pra ficar muito tempo. No sábado demos um pulinho em terra pra tomar um sorvete e dar uma volta e estava tudo bem vazio. O frio deste então quase inverno e a copa do mundo espantaram a galera da ilha. No fim da tarde depois do mergulho ficamos na proa do barco “descansando” e na luz do por do sol saímos para dar um rolé de bote e tirar umas fotos das redondezas. A noite depois do jantar fizemos um brigadeiro de colher para curtir vendo a noite estrelada, nada mal, né?
Domingo de manhã saímos para Ubatubinha e estamos aqui até o momento. Resolvemos vir pra cá logo de manhã para assistir o jogo do Brasil no bar do Lelé e da Cleusinha. Chegamos umas 11h, fui fazer reconhecimento de área nadando nas redondezas, almoçamos frango ao curry (especialidade da “casa”), demos um help pro colega do Lehaim que ficou sem bateria e precisou da nossa pra dar partida na dele e depois fomos todos pro bar assistir a vitória do Brasil contra a Costa do Marfim. Foi bem legal!! Desde então estamos por aqui, hoje curtindo um dia típico de inverno mas nem por isso pior que os outros. Estamos passando o dia relaxando, ouvindo música, vendo filme no Ipod, trocando muitas idéias, curtindo o friozinho, a chuva e a beleza deste dia cinza rodeados de verde... especial!! Hoje de manhã enquanto eu nadava estava chuviscando e o sol apareceu de repente formando um arco íris lindo na montanha finalizando na praia, sério gente, uma visão espetacular!!! Não dizem que tem um pote de ouro no final do arco-íris?? E tem mesmo!!! Foi demais!!!
Agora de tarde ligamos o motor pra carregar as baterias e aproveitei pra ligar o computador e atualizar o blog. E o Lu, porque não, aproveitou pra ligar a TV e ver um pouquinho do jogo da Argentina contra a Grecia.
E é isso... é muito bom estar de novo vivendo estas sensações tão simples e tão perfeitas... renova o sentimento do sentido que queremos dar as nossas vidas e simplifica muito o caminho para nossas metas. Só temos que agradecer por tudo!!!
Um beijo pra vocês!!!!!!!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

De volta ao pier B































E aí gente!!!
Naquela semana mesmo em que escrevi pela última vez, o Gandaia foi para o Iate Clube. Luiz e Gonçalo pintaram o fundo do barco que não estava tão ruim e 4 dias depois nossa casa estava na água novamente deslizando lindamente. Durante este período ficamos hospedados na casa da minha mãe pois não podíamos dormir a bordo lá no clube. Foi melhor também pois na vez que levantamos ele no Charitas ficamos morando no seco e tinha algumas desvantagens tipo não dava pra usar a água das torneiras muito menos usar o banheiro... era ruim. Fora isso o barco ficava uma zona, ruim de habitar. A coisa boa era morar no Charitas, fazer sauna, nadar na piscina cedinho e curtir as redondezas. Andei muito por ali, lembro que eu caminhava até Icaraí e era bem lindo. Enfim, no Iate não rolou isso... ficamos morando em Copacabana por quatro dias e foi bem legal também.

Voltamos num domingo, o Lu e o Gonçalo vieram trazendo o barco e eu vim por terra com as compras da semana. Viemos direto pra nossa vaguinha no pier B pois o Rio Boat Show já tinha terminado. Como foi bom voltar pra nossa vidinha tranquila... fiz uma boa faxina e depois foi só curtir nosso retorno e a tranquilidade da Marina sem nenhum evento. Foi um dia de por de sol especial. É a penúltima foto.
Uma semana depois do barco na água, fizemos um passeio MARAVILHOSO com a galera da nossa querida amiga (por acaso nossa dentista) Ana Marcia. Foi daqueles passeios que não dá vontade de acabar. Junto a galera dela, vieram também o Gonçalo e o Patrick que junto com o Lu aproveitaram pra ver como estava a mastraeção já que eles haviam mexido naquela semana. E estava tudo bem, o barco estava uma beleza e o passeio foi realmente demais!!
Neste final de semana saímos só nós dois no sábado para uma velejadinha e no domingo saímos a trabalho. As outras fotos (exceto a do Gandaia no seco) são destas saídas. No veleiro com o balão vermelho estão o Gonçalo, o Patrick e o Gomide e no Urubu Rei, Roberto, Lucinha e Antonio.
Na sexta feira passada foi o dia da inauguração da exposição de fotografias que fiz parte sobre a baía de Guanabara na Trilharte. Foi bem bacana!!! As fotos que expus estão no Fickr.
É isso galera!! Beijos







terça-feira, 13 de abril de 2010

Atualizando...

Puxa, quanto tempo se passou desde a minha última postagem... quase um ano... e só de Rio de Janeiro. Apesar de amarmos nossa cidade e amar nossa vidinha por aqui começamos a sentir vontade de dar um tempo em outras águas. Estamos pensando em passar um tempo pelos lados de Angra/Ilha Grande/Paraty. Nesse tempo que passou vivemos nossa rotina gostosa de cidade grande descansando e curtinho os dias de semana e trabalhando nos finais de semana fazendo charters aqui pelas aguas cariocas. O verão, é claro, foi bem mais movimentado que os demais meses e deu pra dar uma trabalhadinha...

Uma novidade da minha parte é que nesse meio tempo resolvi voltar a fotografar mais. Refiz os cursos básicos na Trilharte aqui no Largo do Machado e faço parte da "Academia do Olhar", que é um projeto da escola que organiza passeios em lugares estratégicos da cidade para fotografar com direito a avaliação das melhores fotos de cada participante depois dos passeios, o que é bem legal para aprimorar o aprendizado, é maravilhoso!! É bem verdade que eu não fui a todos pois as vezes calhava de ter passeio junto com dia de charter já que normalmente ambos são realizados no final de semana. Pra quem quiser dar uma olhada no que ando vendo por aí, tem o endereço http://www.flickr.com/photos/valhgold/com algumas fotos. Umas até já conhecidas deste blog mas que não pude deixar de registrar por lá.

Bem, estamos pretendendo sair daqui em junho e ficar uns meses fora. Até lá algumas providências de manutenção deverão ser feitas como pintar o fundo do barco por exemplo. Amanhã mesmo está quase confirmada a nossa ida pro Iate Clube para o trabalho. Outra coisa importante que terá que ser feita é a resolução do problema do vazamento de diesel. Após algumas investigadas infelizmente ainda não se descobriu aonde é o vazamento, ô chatice!! Fora isso tem algumas coisinhas pequenas mas sem tanta urgência, umas comprinhas básicas de supermercado e Ilha Grande... huum, já sinto o cheirinho de mato molhado, o barulho dos grilos e aquele céu.... engraçado, a primeira lembrança de saudade que tenho de lá é noturna... deitada no cockpit com todas estas sensações.... muito bom!!!!!!!!! A gente não vai antes pois maio é um mês cheio de aniversários da família tipo que fica chato ir antes já que esperamos tanto tempo... tudo bem, não custa esperar mais um pouquinho!!

Bem, sobre os eventos recentes: os efeitos da última ressaca na Marina e o Rio Boat Show que está rolando por aqui. Sobre a a feira é o que todo mundo já meio que sabe, pouco veleiro e muita coisa pra lancha. Visitamos o Veleiro Dufour de 40 pés, relamente maravilhoso! Bem pelo menos pra mim pareceu! Domingo assistimos as palestras da Isabel do Petit Batou e da Bel do Bicho Vermelho e na saída encontramos os queridos Mara e Hélio que já nos deram toques de cantinhos legais para ficar. Conversando com eles decidi voltar a escrever. O Hélio é sempre incentivador e aproveiando que estamos planejando uma nova viagem resolvi retornar logo já relatando nosso preparo para nossa futura mudança temporária.


Sobre a ressaca.... bem ela não nos abalou muito pois acabamos meio que sem querer parando no melhor lugar. Vamos por partes: A feira estava pra começar na última quinta e até quarta de tarde não tínhamos saído da nossa vaga no Pier B. Nas feiras dos últimos 2 anos nos mudamos com a maior antecedência pra pegar um boa vaga no Pier A mas lá é tão ruim, tão ruim que este ano resolvemos deixar pra última hora e ver no que dava. E deu! Na quarta de tarde (véspera da inauguração que depois foi adiada pra sábado) resolvemos nos mudar e, é claro, não tinha mais nenhuma vaga no Pier A. Tivemos que vir pro Pier C que a princípio não gostamos por não ter finger, que facilita muuuuito a entrada no barco. No Pier C temos que pegar uma poita na proa e parar de popa, mas não teve jeito, era aqui ou nada!! E viemos.... e a ressaca começou a entrar.... a primeira noite prometia pois a previsão era de ondas muito grandes e com ápice naquela noite e na manhã de quinta. E realmente foi uma noite bem agitada! Eu consegui dormir apesar do balanço bem forte e dos mega trancos dos cabos nos cunhos que fazia mó barulhão mas o Lu ficou até de madrugada acordado tentando amortecer os trancos a todo jeito e cuidando para que o barco ficasse ileso nos bruscos movimentos. Enquanto isso ele acompanhou o perrengue da galera tirando os veleiros do Pier A e os colocando em poitas.... o Pier A começou a ser destruído aos pedaços. Finguers afiundando, cabos arrebendando cunhos, um horror!! Na manhã seguinte o entorno da Marina era um caos, veleiros em poitas, ou melhor, veleiros em poita (no singular mesmo). Tinha umas com uns 4 veleiros parados a contrabordo...
Na sexta a escada que dá acesso ao Pier C (onde estamos) quebrou e ficamos a mercê da maré pra conseguir entrar e sair do cais... ou seja, uma confusão só! No dia seguinte soubemos que o Pier B também sofreu avarias. O Sabadear teve que sair da vaga pois o cunho onde ele estava preso quebrou também. É realmente assustador sabermos que a Marina da Gloria não está preparada para estes imprevistos da natureza... e que acontecem de vez em quando, não tem como escapar. O mar foi diminuindo, a feira começou com atraso no sábado e a vida continuou... bem tumultuada pois é bem confuso uma mega feira no quintal de casa... parar o carro longe, carregar compras pesadas, pegar chuva num trecho longo a pé e a confusão em si, luzes, barulho, muita gente, agito. Amanhã sairemos daqui pra pintar o fundo e quando voltarmos esperamos já ir para nossa vaguinha original pelo menos. E aos poucos tudo voltará ao normal... e será continuar a preparar o barco quem sabe sairmos de f'érias...
Até!!

segunda-feira, 15 de junho de 2009

De volta ao Rio


Oi galera, acabamos de chegar no Rio...

A última vez que escrevi foi no sábado, antes do jantar de encerramento do evento que foi bem legal e muito animado. Voltamos para o barco mais de 1h da manhã. No domingo acordamos umas 9h e saímos para nos despedir do Santini e da Marcia e depois de outros amigos que estavam pelo pier. Ah! Finalmente conheci o Tango, cãozinho do Santini... é o da foto... Meio dia mais ou menos o Vail do Mony nos ajudou a soltar os cabos e saímos rumo ao Saco do Céu. Chegamos lá antes um pouco das 16h e dormimos super cedo. Hoje zarpamos 6:15h e chegamos na Marina da Glória 17h. Viemos motorando quase todo o tempo pois tinha um ventinho mas era contra. Só velejamos um pedacinho da Marambaia quando ele deu uma rondadinha.

Ao chegarmos o Marcial (Mixuca) nos deu uma forcinha com os cabos no pier, arrumamos tudo, fiz uma faxina e agora vamos descansar... até a próxima gente! Beijos

sábado, 13 de junho de 2009

ABVC continuação
















Oi galera!! São 17:45h e tivemos um dia bem movimentado. Acordamos umas 7:30h com um dia lindo de sol, que delícia! Deu até pra tirar fotos do Gandaia no cais. As 10h estávamos no salão para a nossa palestra. No início estávamos um pouco tensos mais aos poucos fomos relaxando e no final ficamos com a sensação que o pessoal tinha gostado. Várias pessoas vieram conversar com a gente, muitas passavam só para elogiar, achamos que foi divertido e que conseguimos passar o que queríamos. Conhecemos dois casais que tem o mesmo sonho que a gente e que estão começando e eles vieram conhecer o Gandaia. Ficamos um tempão trocando idéias e os estimulando, quem sabe na próxima cruzamos com eles por aí...
Depois da visita no Gandaia foi nossa vez de visitar e fomos pro Mony, onde rolava uma "festinha" animada. A galera da Marina da Glória que deu um pulo aqui no Bracuhy (e assistiu nossa palestra) estava presente e foi muito legal. Depois fomos almoçar no Bowteco com eles e voltamos para a sede onde assistimos a palestra do Torpedinho falando sobre a Refeno. É sempre bom ouvir e ver qualquer coisa relacionada a Noronha e foi bem legal.
Voltamos para o barco com uma chuvinha fina que virou uma chuvona e que agora parece que parou e aproveitei para mostrar pra vocês o registro desse dia que foi bem interessante e marcante. Daqui a pouco terá o jantar de encerramento... beijos e até mais tarde!